01/04/2013

Os 5 Elementos que Compõem uma Empresa:



1. Estrutura – a forma de organização da empresa em termo de cargos, hierarquia, e órgãos funcionais,
2. Pessoas – os funcionários que irão desenvolver as atividades necessárias dentro da empresa,
3. Processos – a forma de execução das atividades dentro da empresa,
4. Capital – o dinheiro envolvido na operação, como estoque, fluxo de caixa e investimentos,
5. Tecnologia – a tecnologia usada tanto na produção quanto no desenvolvimento dos processos da empresa e também a tecnologia da informação (TI), a informática necessária em todas as atividades da empresa.
O diferencial hoje buscado por todas as empresas é como se destacar no mercado diante da acirrada concorrência e projetar sua marca/produto para que não entre na briga do preço baixo ou para que seu produto não fique ultrapassado pelas inovações tecnológicas.
A longevidade das empresas é medida dessa eficiente combinação dos 5 elementos e da busca do diferencial competitivo. O empreendedor ao iniciar um novo negócio tem a oportunidade de começar diferente, de propor uma combinação diferenciada para enfrentar os concorrentes já posicionados no mercado, mas com combinações também já estabelecidas e às vezes de difícil re-combinação por envolver muitos interesses, quebra de status quo, quebra de paradigmas e mudança de toda uma cultura há anos estabelecida.
Visão empresa-máquina – a empresa máquina, como toda máquina, é insensível, operada e controlada, repetitiva e previsível e nela reina a cultura organizacional de eficiência máxima. Daí vem a expressão usada para dizer que um funcionário é importante: “você é uma peça fundamental da nossa engrenagem”.
Visão organismo vivo – como todo organismo vivo, o bom funcionamento da empresa depende vitalmente da interação com os ambientes interno e externo. O homem deixa de ser uma peça da engrenagem para ser um indivíduo autônomo, sensível e criativo capaz de transferir para a organização essas características. Capacitar a organização para um comportamento sensível, ágil e inovador requer redesenhar a empresa para que ela perceba as mudanças do cenário, processe essa mudança internamente e volte ao mercado com uma nova proposta para manter sua competitividade.
Assim a empresa do século XXI tem um novo desenho onde o papel do líder, a aprendizagem continuada, o Branding, o trabalho em equipe, a gestão do conhecimento, a gestão e criação de valor para o cliente e um desenho flexível da estrutura da empresa serão elementos definitivos para se ter competitividade.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog